30 janeiro, 2012

A bailarina



Ela quis me mostrar como fazia
sentou-se no chão em posição de pirâmide
fechou os olhos
respirou fundo

com o impulso das pernas
e fazendo das costas uma gangorra
girou o seu corpo horizontalmente
até deixar seu corpo de bruços

o chão - composto por tacos de madeira -
emoldurava sua silhueta
a luz incandescente do abajur compunha o cenário
com o corpo ainda imóvel ergueu a cabeça e sorriu

na vitrola, era Suzanne Vega quem rodopiava
agora você, disse ela
eu, para não dizer não, sorri
e completei: treinarei um pouco em casa


13 comentários:

T. • disse...

Você quem escreveu?

Lucas Adonai disse...

Caraca, vc é muito bom!

Lucas Skinny disse...

Vc escreve muito bem cara.

Lillo Dogmez, o licantropo. disse...

TEXTO SIMPLES E CHEIO DE SENTIDOS. REALMENTE AO OLHARMOS ALGUÉM FAZENDO ALGUMA COISA INTERESSANTE, QUANDO QUEREMOS COPIÁ-LO, TREINAMOS UM POUCO EM CASA TB.
DEPOIS PASSA LÁ:
http://thebigdogtales.blogspot.com/2012/01/objetivo.html

Pergunte a uma mulher disse...

Vamos todos treinar e ser melhores!

Noedyr Zanqueti disse...

muuito boom!

Pergunte a uma mulher disse...

sou a administradora do site do blog no facebook

http://www.facebook.com/profile.php?id=100000745270442

hrdoblush disse...

gosteiii

rs

http://www.hrdoblush.com/

BEPClub disse...

Gostei. Divulgaçao Brasil

João Batista de Lacerda disse...

Poema que diz muito em poucas palavras.

Fábio Flora disse...

Promissor. Mas ainda tem de treinar um pouco mais, como a bailarina.

Atenção no início da terceira estrofe: "o chão composto por tacos de madeira/ 'emoldurava' sua silhueta".

Abraços e sucesso!

Aline Thompson disse...

Seguindo aqui!
Se puder retribuir segue meu diário virtual
http://odiariothompson.blogspot.com

Gostei muito do texto! Da citação de Suzanne Vega! ^^
Muito bonito!
Adoro música! Gostei de saber que é um baixista!
Ah o baixão com seus graves e estalinhos de slaps! Tantas vezes injustiçado! Tanta gente que ouve música e sem sabe que tem ali o baixo na cozinha, mas todos indistintamente sentem a emoção que vem de suas marcações! Acho baixista "parecido com zagueiro": a torcida vibra com os atacantes e muitas vezes não reconhece a importancia que o zagueiro teve na partida! Mas tem vezes que rola tipo um escanteio e zás! Golaço do zagueiro! Solo do baixo!
Encontrei seu blog num tópico de comunidade no Orkut e reparei na foto de perfil! Como é lindo o som do baixo acústico!
E dos fletless também! ^^

...bjks

Lucas Silva disse...

Agora que eu sei que se cobrar você posta, vou cobrar sempre, adorei o post,parabéns!!!