20 novembro, 2012

O balseiro



Cabe a mim transportar as pessoas ao longo do rio
a travessia
milhares de homens
assim os dias transcorrem

para eles, talvez
o rio represente um estorvo
algo para transpor
atravessar para seguir seu rumo

todos indo em frente
seguindo sua própria correnteza
mas o rio se opõe
tenho a incumbência de ajudá-los a vencer o obstáculo

um dia ela chegou
atravessou o rio
foi embora
mas seu perfume ficou


11 comentários:

Jac Bagis disse...

belíssimo texto!

Yuu disse...

Amigo Você deveria escrever um livro.
http://quebizarrice.blogspot.com.br/2012/11/perderenemhahaha.html

Cayo Nauan Siqueira disse...

Concordo com YUU

KGeo disse...

muito legal o texto.

SurfAdv disse...

curti, muito bom

Aline disse...

Assim a correnteza leva tudo embora...

Claudiomar Aparecido disse...

muito bom o texto

Marco disse...

concordo com os de cima. ficou muito bom mesmo.

Marília disse...

Muito bom ,parabéns pela escrita!

Jac Bagis disse...

lindo, parabéns!

Priscilaf. disse...

Lindo demais! Curti o blog e já estou seguindo.

http://cappuccinoeaconta.blogspot.com.br/
Viu, comentou, seguiu? Então estamos 'quites'.
@PriscilaFrr