26 julho, 2013

Salvo vidas


Ele chegou do nada
o porteiro não anunciou sua subida
pelo olho mágico
um cão abandonado

um vira-lata
molhado e com frio
ameaçou latir
ameaçou 

ficou me olhando
olhei para ele
e ficamos assim
nos olhando

parecia que ele precisava de mim
mas estava enganada
sonhos não se sonham
se vivem 


10 comentários:

Leon TheGamer disse...

Muito bom cara! Ficou bem legal.

Ron Bragio disse...

lindo poema, faz a gente parar e refletir.

Tati disse...

Belíssimo poema!

Vanessa de Sousa Dias. disse...

E quantas vezes passamos por isso hein...

Passa lá?!
http://l-desconhecido.blogspot.com.br/2013/07/talvez_25.html

Almir Ferreira disse...

Nessas horas o amor dos animais encontra abrigo na solidariedade humana. Ótimo texto.

Grande abraço,
Almir Ferreira
Rama na Vimana

Guilherme Augusto disse...

Tu abriu a porta? rsrs

Rafael Filho disse...

Tão simples e ao mesmo tempo bem tocante teu texto, legal mesmo cara!

Claudiomar Aparecido disse...

muito bom, ficou otimo

Claudiomar Aparecido disse...

interessante

Li Limeira disse...

No fim somos todos iguais procurando quem nos acolha...