26 fevereiro, 2010

Posso fingir (se você quiser)


Caminhávamos na calçada
eu mais para o lado do meio-fio
ela um pouco mais à frente
quinta-feira, quase sexta

avistei uma barata
próximo ao pé dela
gritei um alerta
ela também, de pavor

mas para a minha surpresa
ela agachou e a pegou
o inseto escapuliu
deu um breve passeio em seu braço

ela sentiu cócegas
a barata caiu
dei-lhe uma pisada que a estraçalhou
foi quase instantâneo, talvez por ciúmes

4 comentários:

Dindi disse...

eu gosto mesmo do que você escreve.

Cícero Barbosa disse...

ando muito auto-crítico, mas desse eu tbm gostei.

J e s s' disse...

Voce consegue materializar todo sentimento em palavras; esse post me deixou boquiaberta'. Muito bom'

Cícero Barbosa disse...

obrigado Jess!