11 outubro, 2011

Degelo



Preciso pensar em outra coisa
disse ele de si para si
sabia que se continuasse pensando nela

não conseguiria dormir

teve medo de ir ao interruptor
ela poderia surgir
mesmo assim saiu da cama e acendeu a luz
a madrugada se despedia

foi até a cozinha e bebeu leite no gargalo
foi até a janela e fumou um cigarro
no banheiro lavou o rosto sem sabão
não estava só ao mirar seu reflexo no espelho

era ela
que fora atraída pelos seus pensamentos
o cheiro de perfume envolveu toda a casa
o mesmo que ela usara no dia de sua morte



24 comentários:

Rock in Culture disse...

oLHA SEREI SINCERO NÃO GOSTO DE POESIAS DESCULPE

Nação Esmaltada disse...

Amo poemas, poesias e afins, parabéns pelo blog, afinal que não gosta de coisas românticas? beijos
http://nacaoesmaltada.blogspot.com/

Nação Esmaltada disse...

Amo poemas, poesias e afins, parabéns pelo blog, afinal que não gosta de coisas românticas? beijos
http://nacaoesmaltada.blogspot.com/

Logan disse...

Gosto de poemas mas quando gosto ele tem final triste ;(

www.mais1km.com

Vinicius Guahy disse...

Massa esse poema.

Camila . disse...

Ele, seu personagem, simplesmente sou eu. Onde está ela, nossas "elas"?

http://www.papel40kg.com/

Cláudio Luiz Almeida Rosa disse...

Se for sensual eu aceito a morte!

Aline Diedrich disse...

E ela ainda estava na memória...

Andrew Sheep disse...

ola.
muito bom seu blog
muito bom mesmo
estamos seguuindo
segue tanbem ?
abraço

Laranja Jack disse...

Um final... um tanto quando "Alanponiano"...hehe

já passei por este blog...gostos destas poesias...


http://debaixodocogumelo.blogspot.com/

Cicero Edinaldo disse...

primeira vez aqui. parabens pelo blog! gostei da forma como vc sistematizou a poesia, me envolveu do começo ao fim.
blogestarcomvoce.blogspot.com

Rejane Bruck disse...

Excelente o teu blog! Lindo poema, parabéns!
Beijo!

Camila . disse...

Tô comentando de novo nesse poema por traduzir justamente o que pensei nessa última semana.

http://www.papel40kg.com/

Biiah Vieira disse...

muito bom, parabens :)


www.umteko.blogspot.com

bjs

Monique Burigo Marin disse...

Às vezes me pergunto se com a força do pensamento consigo fazer as outras pessoas me sentirem.
Final surpreendente.
Adorei!

Millena Blogueira disse...

A poesia está muito bem escrita.Continue assim e seu blog vai longe...

Dona Ana disse...

A saudade corroi a mente, chega até a torturar... por isso é saudade. Parabéns pela poesia

Thay Tonon e Bru Souza disse...

nossa que final profundo.
gostei do jeito que escreve, nada de poesia com palavras indecifráveis xD
Parabéns pelo post e pelo blog :)
até a próxima.

http://chooseelas.blogspot.com/

Maíra Cintra disse...

Lindo!!!
Amei aki, voltarei mais vezes!
Convido-te a visitar meu blog!
mairacintra.blogspot.com
bejo

Jéssica disse...

Lindo.

Calcanhar de Aquiles disse...

"Ainda tem o seu perfume pela sala."

O amor é assim.

Abraço do amigo "Calcanhar".
http://soucalcanhardeaquiles.blogspot.com

Lucas Silva disse...

Adoro poesia romântica macabra kkkk brinks fessor, muito boa!

Larissa Matos disse...

Muito bom o texto!
Seguindo o blog :D
http://seriesbooksmovies.blogspot.com

Franciele Câmara disse...

Obrigado por visitar o Apaixonadas por Cosméticos, volte sempre!
Beijos
http://apaixonadasporcosmeticos.blogspot.com