18 janeiro, 2010

Ligeiramente sem pressa


Tudo bem
devo admitir
não levo jeito com o habitual
e isso é péssimo

peço misericórdia a Deus
me traga dias mais tranqüilos
uma rotina
sem truculência entre as horas

mas talvez Ele saiba
não é nada disso que eu quero
e passo ter a impressão
de que janeiro é o mais curto mês do ano

alguém aí
faça o relógio parar
sei que amanhã ao levantar
precisarei ir à farmácia comprar analgésicos

2 comentários:

Dindi disse...

já disse que precisa relaxar.

Cícero Barbosa disse...

é mesmo...