24 novembro, 2009

Gomos no suco


Sua pele reluzia perto do neon
uma espécie de dourado
seu olhar ora fixava-se no horizonte
ora se perdia por todos os cantos

quando cruzava com o meu
eu desviava
por falta de coragem
me sentia perdido

tentava devolver ao seu rosto
o sorriso que lhe roubara
sinto que posso ainda encontrá-lo
se me permitido for

espero escrever um nova história
com mais sentido da próxima vez
uma: de como nossos olhos se estabilizaram
e sua alegria foi restituída

2 comentários:

Anônimo disse...

Nossa muito bom, consegui meio que imaginar a cena, parabéns mesmo, agora sai dai e vai escrever um livro!


Luks
fabricadeseres.blogspot.com

Cícero Barbosa disse...

obrigado Lucas!!!

abraço.