05 novembro, 2009

Partículas

Fiquei meio sem jeito de tocar nos teus cabelos
mesmo tocando-os
passamos a madrugada na calçada
víamos nossas lembranças girarem, um carrossel

entre um silêncio e outro
formulo perguntas que não faço
penso nas respostas que queria saber de mim
mas que não teve coragem de perguntar

como se tudo fizesse sentido agora
me pego volta e meia zombando do Tempo
consegui surrupiar os segundos
quando soube que sorria o mesmo sorriso

estranho poder da alvorada
que me arrasta para um dia incerto
gostaria de escrever sobre como consertar o passado
mas seria na verdade sobre como endireitar o presente

3 comentários:

Anônimo disse...

Nossa, fazia um tempo que eu não comentava...
Parabéns esse post ficou muito bom...simples e bonito..
Me identifiquei com oq vc escreveu!

Att: Lucas
fabricadeseres.blogspot.com

Cícero Barbosa disse...

obrigado Lucas.

Mel disse...

adorei
devia escrever mais :)