29 junho, 2011

Estiagem


Já fazem dois anos que não chove
mentira
vez ou outra bate uma tempestade
mas é só

não compreendo o caos em que me tornei
mirabolando estratégias
desenhando cálculos
equacionando frases

os rios que correm em minhas veias secaram
propagando uma revolta
os batimentos cardíacos pegaram em armas
estão prontos para uma revolução

mas foi encaminhada uma forte repressão
convocaram a elite etílica
e foi propagandeado folhetos da ressaca
minh’ alma é reacionária


7 comentários:

Lucas Adonai disse...

muito bom ;D

Kilber Moreira disse...

Ótimo texto, estilo de escrita muito interessante.

Luana Almeida disse...

Lhe falta algo.
Creio eu que não são só palavras.

Flores!

PS: Obrigada pela visita e cutucada.

Wanderly Frota disse...

É fácil perceber que tens harmonia com as palavras! E isso é muito bom de ser ler em um texto. Sucessos

http://distractingpages.blogspot.com/

Júh Sodi disse...

Nunca deixe de lutar, falta de ânimo é perigoso, enlouquecedor.

Ler pra Crer disse...

Adorei...grande expressão,bjs

Ítalo Richard disse...

Gostei, muito bem escrito. "A elite etílica" foi ótimo.
abraço,
www.todososouvidos.blogspot.com