24 maio, 2013

Andaime


Não tenho estrutura
pago pela falta dela
rasguei a planta da casa
em mil pedaços

não enxergo mais você
concretei meus olhos
poderia medir o estrago
mas a fita métrica sumiu

nada funciona
e quando anoitece
a escuridão é sem fim
a solidão é sem fim

o teto desabou
estou preso nos escombros
os ratos e insetos
me devoram pouco a pouco



2 comentários:

Vinícius disse...

Muito bom. As palavras me remeteram várias coisas na minha cabeça. O primeiro paragrafo ficou ótimo!

Claudio Chamun disse...

Legal do incio ao fim
com rima ou sem rima
tudo combina.